quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Destinos escapistas para as férias

Grande parte da produção literária é feita para oferecer uma fuga para seus leitores. Por algumas horas ficamos completamente alheios a esse mundo e vivemos em um lugar idealizado onde tudo pode acontecer - como já dizia o Lucas Silva e Silva.

O fenômeno do Harry Potter mostrou que muita gente está disposta a fugir, se enterrar e acreditar que a fantasia tem um fundo de verdade, que a pessoa esquisita na rua é na verdade um bruxo, um troll, um renegado que tem acesso ao lado mágico da cidade.

E se fosse verdade? E se pudéssemos entrar em outros mundo e passar as férias na companhia do imaginável? Para onde você iria?


Beco Diagonal

Em dezembro, o Beco deve estar fervilhando de pessoas comprando seus presentes mágicos de Natal. A primeira parada seria o Gringotes para trocar os meu reais em galeões. Depois, poderia comprar um roupa com a madame Malkin (futura fantasia) e me disfarçar entre os bruxos. A partir daí era só entrar de loja em loja e conhecer o que o Beco oferece para aqueles que não estão prestes a começar o ano letivo em Hogwarts. E, quem sabe, eu consigo um livro de magia para trouxas na Floreios e Borrões?



Acampamento Meio-Sangue

O acampamento é para filhos de Deuses com humanos, mas eu acho que poderia me disfarçar de filha de alguém e passar o verão me divertindo... Eles comem muita carne e ficam mostrando os seus poderes e treinando suas habilidades heróicas , então eu poderia ficar comendo muita carne e observando os outros serem heróis, além de conversar com as ninfas e sátiros que moram no acampamento.



The Realms

Na trilogia de Gemma Doyle, que começa com Belezas Perigosas, as estudantes conseguem fugir para os Realms com ajuda de sua amiga, Gemma. O lugar é mágico e real, um espécie de passagem dos humanos que morrem para o outro mundo. Mas apesar de ser uma passagem é um mundo inteiro onde os seres que os humanos expulsaram do seu imaginário moram e conspiram para voltar para a Terra. Passar as férias lá poderia ser um problema porque os seres podem me matar, mas se a Gemma Doyle fosse comigo ela não deixaria eles me pegarem e lá tudo que você quer se materializa. Então acho que vale a pena.



Fronteiras do Universo

Apesar do filme da Bússola Dourada ser ruim, o livro continua bom e o mundo de Lyra Belacqua continua divertido. Imagine ter um deamon (forma exteriorizada do seu inconsciente) por um mês e passar o tempo todo viajando em um mundo no qual ursos falam, bruxas são amigas e tem um cientista maluco querendo explodir a conexão entre os vários universos. É só esperar ele conseguir e dar uma volta nos mundos, se divertindo com seus costumes esquisitos.



Nárnia

Tirando o incoveniente que o Leão sempre chama as pessoas para entrar no seu mundo quando elas estão ocupadas, férias em Nárnia é um dos melhores destinos. O reino fica no litoral e tem um banquete o tempo todo, com muito vinho e diversão. Todos os animais falam e alguns deles tem um papo bom. Passar um mês sendo alimentado no castelo de Nárnia conversando com os locais e indo a praia todo dia é uma ótima ideia.

Onde não vale a pena passar as férias

Crepúsculo - Uma vez que o Edward está casado e tem uma filha e o Jake só quer saber da Nessie eu não sei o que mais dá para fazer em Forks, a menor cidade do mundo. Férias lá seria muito chato.

Terra Média - Tem um monte de hobbits de pés peludos...

Um comentário:

Renato disse...

Nao sei se passear pelos mundo atraves do universso de Lyra Belacqua seria uma boa ideia, afinal de contas aqueles que nao estao no mundo ao qual pertencem ficam mortalmente doentes.

O melhor de narnia e q vc poderia passar ferias la a qualquer momento, uma vez que um paseio de 20 anos dura alguns segundos.