segunda-feira, 5 de maio de 2008

Campanha Livro Livre

Quando eu comecei a fazer esse blog eu queria que o domínio fosse livrolivre e não esse nome grandão ai de cima. Apesar de ficar sem o url, eu fiquei sabendo de uma idéia genial que também se chama Livro Livre.

Hoje é um blog abandonado, mas entre dezembro de 2005 e maio de 2006 muita coisa aconteceu por lá. Um grupo de pessoas se inspirou em iniciativas de outros países como librolibre, na argentina, book crossing, originalmente americano e Libro Libre, no Chile. A idéia do projeto é libertar os livros no sentido mais literal possível da palavra e deixá-los livres pela cidade, para qualquer um pegar.

Funciona assim, você pega um livro que já leu, não importa qual, e liberta ele na cidade. Isso mesmo! Você deixa ele em um lugar que não pega chuva nem muito sol, cola o logo da campanha nele, põe o endereço do blog e se quiser explica rapidinho que ele nao foi perdido, mas sim liberto!

Quem achar o livro e tiver interesse nele, leva pra casa, lê e depois solta ele de novo no mundo em outro lugar, onde quiser. E assim os livros vão cumprindo sua função no mundo, que ao contrário do que muitos podem pensar não é ficar na biblioteca e sim serem lidos!

Eu vou aderir à campanha. Vale mais a pena fazer isso do que vender livros que não cabem mais na minha casa por menos da metade dos preços. Tem muito sebo que oferece menos de R$ 1,00 por livro. Não vale a pena.

Belo-horizontinos, fiquem atentos à livros espalhados pela cidade! E lembrem-se, quanto mais gente libertar os livros, mais livros vão ter para gente achar por aí!

obs: tirei a foto do blog do livro livre, se alguém tiver o arquivo do logo pode mandar!

12 comentários:

Ana disse...

Ai, acho que eu não iria conseguir largar um livro sozinho e indefeso pela cidade. E se alguém fizesse fogueira com ele??

Tenho que amadurecer mais essa idéia.

Flavinha, VÁ ver o filme " Apenas uma vez" e depois comente comigo. É imprescindível.
Bjos!

Flávia Denise de Magalhães disse...

Mas a idéia é que todo mundo ia querer proteger ele... Que tipo de mostro faria uma fogueira com um livro que está sozinho, precisando de um amigo para ler ele?!

obs: Vou sim!

Suelen Pessoa disse...

Opa!!!

Muuuuito legal!!!
Topo demais! já tenho até alguns títulos aqui que eu gostaria de compartilhar.

Já existe o logo do movimento? Se ainda não, sugiro o André (www.purgatoriodaresponsabilidade.blogspot.com) pra fazer.

Vou escrever no meu blog sobre isso pra ajudar a divulgar a idéia.

Beijos.

Pedro disse...

Fantástico seu blog. Sempre que encontro um blog sobre livros que valha a pena eu coloco no meu leitor de feed. O seu foi pra lá.

Tenho um blog sobre livros também. O Histórias para Ler
vou colocar você na lista de blogs que eu indico.

Beijos e boa sorte.

Pedro disse...

Que ótima idéia!

JOÃO RENATO disse...

uma boa idéia é "esquecer" eles no ônibus!

Flávia Denise de Magalhães disse...

Suelen,

Existir, existe, mas eu não tenho o arquivo. Ele é o logo que está de lado na foto...

Pedro e pedro,

Valeu!

Alexandre Andrade disse...

Simplesmente Maravilhoso seu blog... suas idéias são geniais e o que o brasil precisa mais é de pessoas como vc. Parabéns mesmo. achei seu blog pela comunidade ebooks do orkut. e agora peço a permissao pra ser seu visitante assíduo. Depois dá uma visitada no meu blog tambem, escrevo umas coisinhas as vezes... e adoraria ter a visita de uma futura jornalista amante dos textos por lá. Abraços Flávia, Sucesso!

Renato disse...

Eu faria uma foqueira com um livro, se eu achar ele ruin.

A idéia é boa de qualquer maneira
Quem nao gostaria de achar um livro legal por ai durante uma tarde tediosa?

Vou comecar abandonando xerox de livros, que eu tiro independente da campanha, até que ela se torne mais conhecida. Ai sim poderemos abandonar livros reais.

Precisamos de pontos de abandonamento de livros tipo a savassi ou a praca da liberdade, mas acho que a melhor mesmo é a idéia do joao de deixar os livro no buzum.

O logo do livro livre que se cola na capa é igual em todos os países?

Deveria ser algo bem característico para ser reconhecido em qualquer lugar do mundo.

Flávia Denise de Magalhães disse...

talvez a idéia do xerox seja uma boa, mas ele ia ficar muito destruido muito rapido...

O logo não é mesmo em todos os países... Cada núcleo que começa a campanha em seu país cria um novo...

Isabela Lacerda disse...

Flávia, PARABÉNS!!!
Encontrei seu Blog na comunidade "Desligue o pc e vá ler 1 livro!" e amei!
Já coloquei ele na lista de links do grupo da minha turma de Pedagogia! Fizemos uma oficina de Cibercultura e entrou em discussão a questão da liberdade que a internet traz, principalmente com relação à livre expressão, de poder soltar a voz mesmo.
Criei um blog para mim mas ainda não postei nada nele mas visitando o seu até me encorajou mais.
Muito obrigada por esse trabalho!
Muito sucesso pra você!
Isabela. Salvador-Ba

Lorena Martins disse...

Muito bom!
Poise, às vezes dá uma dozinha de largar um livro solto por aí, pensando que rumo ele pode tomar.Mas se a gente pensar no pior, nada vai pra frente nesse mundo.
Seria ótimo surpreender em qualquer canto e inesperadamente, achar um livro. O que vai rolando é uma "reaçãoem cadeia" possitiva, eu acho.
Vou amadurecer a idéia, mas eu gostei de verdade!
beijo querida