segunda-feira, 12 de maio de 2008

Livro da Semana - 12 maio


Esses dias meu namorado me deu o melhor presente que uma garota pode querer. Um livro bonitão, feito a mão com direito a costura e tudo!

O livro se chama Bartlebly, o Escrivão - Uma história de Wall Street de Herman Melville, o mesmo cara de MobyDick, e conta a história de um escrivão que dá como resposta para tudo que o chefe lhe pede "Acho melhor não". Eu ainda não li, mas tenho a impressão que a temática se assemelha a da peça "Dizer sim" de Griselda Gambaro, que mostra os perigos de se dizer sim a tudo e a todos. Assim que eu ler ele eu faço um texto sobre o livro e conto se minha apressada comparação foi fundada.

O livro obviamente foi feito de maneira artesanal. A capa é de um papel meio grosso, mas não muito, verde com escritos em preto, imitando toda aquela estética antiga dos livros. Quando vocÊ tenta abrir ele... surpresa! Ele é costurado fechado. Você tem que ir desfazendo a costura para abrir ele. No site eles dizem que dá para puxar uma linha lá que tudo abre, mas eu tiver que ir puxando ponto por ponto. O que não foi muito ruim, é meio excitante ir abrindo um livro devagarzinho, puxando a linha. Parece que ele passa a ter mais valor já que é difícil de abrir ele.

Quando você finalmente abre o livro... As folhas são não refiladas!!! Acabei de aprender essa palavra lá no site. Isso significa que elas não foram cortadas do lado. O livro vem com uma reguinha que você usa para ir rasgando a beirada das páginas a medida que lê!!! Olha que legal!

O livro passa um pouquinho do limite dos R$ 25,00, ele custa 28 no site, mas se você olhar o resto do site da editora com uns amigos, pode comprar mais livros e se juntar R$ 60,00 com a galera pode pedir sem pagar frete, isso para qualquer lugar do Brasil! Aí compensa os três pequenininhos reais a mais!!

3 comentários:

JOÃO RENATO disse...

lembrando q eu comprei com a consultoria do monstro do mercado editorial, o Joao Gabriel!

Lorena Martins disse...

AHHHHHH
um livro que eu posso descosturá-lo e tudo o mais! preciso ver isso, deve ser realmenté incrivél.
Lê e conta como que é!

beijo

Ana disse...

Que legal!